Itens filtrados por data: Quinta, 01 Fevereiro 2018

BRASÍLIA (Reuters) - O governo federal estreará na próxima semana uma nova campanha de vídeos nas redes sociais em defesa da reforma da Previdência com foco no que chama de privilégios do setor público e a diferença no teto das aposentadorias de servidores e aposentados pela iniciativa privada.

Em um dos vídeos, são comparados dois personagens de 60 anos, com o mesmo nome e a mesma profissão, ambos advogados. Um, diz o locutor, já está aposentado, enquanto o outro ainda terá que esperar cinco anos. Um, "alto funcionário público", se aposentou com salário integral de 35 mil reais, enquanto o da iniciativa privada terá o teto da Previdência, de 5.645 reais.

Publicado em Na Mídia

Presidente da Câmara recebeu economista Raul Velloso, que propõe a criação de um modelo de fundo de pensão. Aplicação da regra não exigiria mudança na Constituição.

presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), recebeu nesta quinta-feira (1º), na residência oficial, o economista Raul Velloso, que apresentou uma proposta paralela à reforma da Previdência para equilibrar o déficit do regime dos servidores públicos.

Publicado em Na Mídia

Para Rogério Rosso, do PSD, medida está cada vez mais longe de ser aprovada e insistência com votação é 'desserviço'

BRASÍLIA - Um dos vice-líderes do governo na Câmara, o deputado Rogério Rosso (PSD-DF), diz que fez um apelo ao presidente Michel Temer para adiar a votação da reforma da previdência e não marcar nova data. Para Rosso, se a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) for colocada em votação no dia 19 de fevereiro será derrotada e o País perderá a oportunidade de tratar do tema. "A Previdência está cada vez mais longe de ser aprovada", concluiu.

Publicado em Na Mídia

O ministro da Secretaria de Governo da Presidência da República, Carlos Marun, disse hoje (1) que o governo tem 20 dias para convencer os deputados e a sociedade sobre a necessidade de aprovar a reforma da Previdência. Em café da manhã com empresários na sede da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), Marun afirmou que o governo não tem os votos necessários no parlamento para aprovar o projeto.

Segundo ele, faltam de 40 a 50 votos, acrescentando que ainda há espaço para negociar os termos do projeto, mas é fundamental que se aprove ainda este mês.

Publicado em Na Mídia
Sexta, 02 Fevereiro 2018 09:31

Naufraga a reforma da Previdência

O governo jogou a toalha. Não é uma surpresa. Ninguém imaginava que a aprovação fosse provável em ano eleitoral

Não é uma surpresa. O governo jogou a toalha e praticamente reconheceu que não conseguirá aprovar este ano a reforma da Previdência. É o que se depreende das últimas declarações do presidente Michel Temer e do vice-líder do governo na Câmara, Rogério Rosso, que negociava ainda mais concessões ao funcionalismo público.
De acordo com Rosso, o governo não tem mais de 240 votos na Câmara, quando precisa de 308. Houve, no ano passado, momentos em que chegou a contar com 280. O apoio à reforma tem caído no Congresso.

Publicado em Na Mídia

Como se não bastassem os problemas que nós brasileiros criamos para nós mesmos, ainda temos que tratar dos problemas que vêm do exterior e que afetam o nosso país.

E um problema sério dessa natureza, criado no Exterior, é a reforma tributária americana, aprovada no fim do ano passado e que entrou em vigor nos EUA agora em 2018.

Publicado em Na Mídia