Fenafisco debate ameaças ao estado de bem-estar social, com estudantes de Direito

05 Março 2018
(0 votos)

A convite do Movimento Acorda Sociedade (MAS), o diretor de Formação Sindical da Fenafisco, Francelino Valença, proferiu palestra aos estudantes de Direito do Instituto Processus, em Águas Claras, na quinta-feira (1)

O dirigente falou sobre a importância de políticas públicas voltadas à manutenção do estado de bem-estar social, os impactos da sonegação fiscal na arrecadação de tributos, além da necessidade de gestão responsável dos recursos públicos. Na oportunidade Valença, fez uma breve análise do contexto histórico, seguida do cenário político e da conjuntura econômica, destacando o avanço de pautas liberais, (à exemplo das reformas da Previdência e trabalhista), que retiram direitos e garantias das classes trabalhadoras para favorecer o poder econômico.

Lembrando que 2018 é um ano eleitoral, o dirigente alertou ao grupo de discentes e docentes para a necessidade do voto consciente, visando além de renovação política, transparência e responsabilidade no Congresso Nacional, para garantir o fortalecimento do estado.

SISTEMA TRIBUTÁRIO

Durante a exposição, Valença lembrou as frequentes reclamações acerca dos impostos. “Precisamos identificar a raiz do problema, que é carga tributária regressiva, configurada pela equação desproporcional, onde o rico paga pouco e quem é pobre paga muito. O Brasil precisa de um projeto de reforma tributária progressivo, com taxação de lucros e dividendos e foco na solidariedade fiscal”, observou.

DEBATES

O objetivo do projeto de ‘Palestras acadêmicas’, desenhado pelo MAS, é fomentar o debate sobre as mudanças propostas para a Previdência Social e oferecer a oportunidade para que os participantes esclareçam dúvidas.

O MAS é um movimento formado por diversas entidades e associações de servidores públicos e trabalhadores da iniciativa privada sem vinculação política-partidária que defende, dentre outros temas, o princípio da confiança em matéria previdenciária, para garantir a segurança jurídica e proteção aos brasileiros.

Ler 126 vezes Última modificação em Terça, 06 Março 2018 10:33