Fenafisco avalia cenário político em palestra

10 Abril 2018
(0 votos)

Bem-estar social e participação popular na política fomentaram o debate

Professores e alunos do curso de Direito lotaram o auditório da Faculdade Mauá, em Vicente Pires, na quarta-feira (4), para prestigiar mais um ciclo de palestras organizado pelo Movimento Acorda Sociedade (MAS). O diretor da Fenafisco, Francelino Valença, reforçou o time de expositores que criticaram o avanço de políticas austeras sobre o bem-estar social.

Em sua intervenção, o dirigente destacou a celeridade de propostas que retiram diretos e o enfraquecimento do Estado Social e Democrático de Direito, a exemplo da reforma trabalhista (em vigor desde novembro de 2017), e projetos que ameaçam o futuro da sociedade, como reforma da Previdência e Teto dos Gastos públicos.

Outro ponto amplamente questionado por Valença, foi a concessão de incentivos fiscais, por parte do governo, ao grande empresariado, estatais e multinacionais, frente ao cenário de crise econômica que assola o país. “Com a Medida Provisória (MP) 795/2017, que beneficia petrolíferas até 2040, o Brasil deixará de arrecadar em média R$ 40 bilhões ao ano, o equivalente a mais de R$ 1 trilhão em 25 anos, o que limita os investimentos sociais e configura um rombo nos cofres públicos”.

Considerando que 2018 é um ano eleitoral, Valença alertou para a necessidade de maior participação popular na política, por meio de análise minuciosa dos candidatos, propostas e histórico político, com a finalidade de valorizar o voto. “Precisamos pesquisar a vida pregressa de cada candidato, projetos defendidos e se a orientação política tende a proteger o bem-estar social ou favorecer o livre comércio”, fez o apelo.

O ciclo de palestras promovido pelo MAS nas faculdades e universidades do Distrito Federal, tem como objetivo fomentar a reflexão sobre temas contemporâneos, inseridos na agenda legislativa do parlamento brasileiro. 

Ler 134 vezes Última modificação em Terça, 10 Abril 2018 13:08