Fenafisco realizou intenso trabalho contra a reforma da Previdência

12 Julho 2019
(0 votos)

Dirigentes do Fisco estadual estiveram em Brasília nos dias 9 e 10, em intensa articulação no Congresso Nacional para mobilizar os deputados contra a PEC 6/2019 e também para conseguir apoio para votação do destaque 49 do PDT, que inclui a emenda 28, estipulando um pedágio de 50% do tempo que falta para o servidor público atingir a aposentadoria. A votação deste destaque está na sequência da sessão deliberativa de hoje do plenário da Câmara.

Os diretores Celso Malhani (Aposentados e Pensionistas), Rogério Macanhão (Assuntos Parlamentares) e Francelino Valença (Formação Sindical) coordenaram os trabalhos, e permaneceram em intenso trabalho junto aos dirigentes dos sindicatos Sindifisco-AC, Sindifisco-MG, Sindifisco-MT, Sindafep-PR, Sindifern-RN, Sindifisco-RS, Sindifiscal-TO.

A articulação pelos corredores e gabinetes dos deputados duraram todo o dia 9 e todo o dia 10, adentrando a noite, acompanhando o início da votação do texto-base da PEC. O grupo se organizou para abordar, visitar e conversar com o maior número de parlamentares, inclusive chegaram a conversar com o relator da PEC, deputado Samuel Moreira (PSDB-SP)

Já foram votadas e aprovadas regras de transição para policiais, cálculo mais benéfico para mulheres e tempo de contribuição menor para homens na aposentadoria por idade. A Fenafisco está atenta e espera que o parlamento vote por uma regra de transição justa para os servidores civis que trabalham para prestar um serviço de qualidade à população brasileira.

A Fenafisco compartilhou uma carta aberta aos seus filiados para falar de sua insatisfação diante da aprovação, em primeiro turno, do texto da PEC 6/2019 na Câmara dos Deputados, nesta quarta-feira (10). Clique aqui e leia na íntegra.

Confira registros do trabalho parlamentar.

Ler 26 vezes