Sintaf-CE: Conefaz, conheça os agraciados com a Comenda Cajado de Cedro

01 Novembro 2017
(0 votos)

A Comenda Cajado de Cedro, criada há 23 anos pelo Sintaf, busca homenagear os fazendários cearenses que estão sempre na vanguarda, lutando em benefício do coletivo.

Neste ano de 2017, por ocasião do VIII Congresso Estadual dos Fazendários do Ceará, o Sintaf presta a sua homenagem a dois servidores: José Nagibe Pontes e Carlos Eduardo Marino.

O primeiro agraciado será o sr. José Nagibe Pontes, servidor aposentado que se destaca pela participação efetiva nas diversas reuniões, assembleias, mobilizações e greves dos fazendários.

Nascido em Itapipoca, no Ceará, em 13 de dezembro de 1933, iniciou suas atividades na Secretaria da Fazenda em 1959, como coletor substituto em Jaguaretama. Assumiu como coletor de carreira em Arneiroz. Desempenhou suas funções em diversos municípios, a exemplo de Jaguaribe, Alto Santo, Jaguaruana, Itapipoca, Tianguá e Caucaia. Voltando a Jaguaretama, foi Chefe da Coletoria por quatro anos. Estava lotado em Limoeiro do Norte quando requereu a aposentadoria.

Aposentou-se com 45 anos de serviço público, 41 deles dedicados à Secretaria da Fazenda.

Em 1997 recebeu o título de cidadão jaguaretamense.

Começou a frequentar a academia da Associação dos Aposentados Fazendários Estaduais do Ceará – AAFEC em em 2009. É aluno aplicado da academia, onde fez muitos amigos.

Em 2013, em reconhecimento à sua luta incansável em defesa da categoria, recebeu homenagem da Assembleia Legislativa do Ceará, por ocasião do Dia do Fazendário.

Em 2015, foi eleito delegado sindical do Sintaf, obtendo o maior número de votos dentre os servidores aposentados.

Pai de dez filhos, seu Nagibe construiu uma vida alicerçada da seriedade e compromisso com a atividade fazendária e com o movimento sindical, sendo um grande exemplo para filhos, netos e bisnetos.

O segundo agraciado desta noite será o servidor fazendário Carlos Eduardo Marino, que se destaca não apenas pelo seu profissionalismo e atuação no movimento sindical, mas também por seu trabalho nos campos da política, academia e pesquisa.

O fazendário se filiou ao Sintaf em 1990, logo que ingressou Secretaria da Fazenda.

Na Sefaz, abraçou a atividade fazendária ao mesmo tempo em que encampou grandes lutas no Sindicato. Foi diretor de Organização na gestão 2003-2006.

Na Academia, defendeu modelos de superação da miséria no Laboratório de Estudos da Pobreza, vinculado ao curso de pós-graduação em economia da UFC.

Na Fundação Sintaf, Marino atua como pesquisador no Observatório de Finanças Públicas do Ceará (Ofice).

O mais recente desafio o levou a ocupar o atual cargo de secretário de Finanças do Crato, no interior do Ceará.

Fonte: Sintaf - CE

Ler 32 vezes Última modificação em Quarta, 01 Novembro 2017 14:02