Fazendários lotados nas Sedes trabalham em clima de guerra nesta terça-feira

18 Maio 2017
(0 votos)

Nesta terça-feira (16/5), os fazendários lotados nas Sedes da Secretaria da Fazenda presenciaram uma verdadeira cena de guerra. Pelo terceiro dia consecutivo, os feirantes da Rua José Avelino e a Guarda Municipal entraram em confronto. Barricadas, incêndios e coquetel molotov viraram instrumentos de luta de grupos que protestam contra a proibição da feira que ocupa as vias da região. Grupos que representam os feirantes não querem sair do local para os espaços destinados pela Prefeitura, e por isso protestam desde o último domingo.

Lotada no Plantão Tributário, na Corex, a fazendária Joelina Barros relata as cenas de terror. “Chegamos cedo, antes das 7h30. Dez minutos depois começaram os barulhos de bombas e balas. Ficamos todos aterrorizados, pois o Plantão Tributário fica bem próximo à porta de entrada, que é de vidro”, relata a servidora. “Parecia que as bombas estavam estourando dentro da nossa sala. Logo começaram a queimar pneus na esquina e a fumaça preta começou a entrar”, disse. Sem alternativas, já que o prédio não tem saída de emergência, os servidores saíram correndo do local pela porta da frente.
 
Nas cenas registradas e compartilhadas nas redes sociais é possível ver também pedras sendo jogadas e pessoas com pedaços de madeira nas mãos buscando permanecer na Rua José Avelino à força.
 
O que a Sefaz tem a ver com tudo isso?
 
O problema do entorno da Sefaz é complexo e antigo. As condições de urbanização, segurança e convivência na região vem se degradando ano após ano, e a eclosão de eventos, com cenas de guerra como as que estamos vivenciando, é apenas um dos sintomas.
 
O Sintaf, através da Fundação Sintaf, tem desenvolvido trabalho junto à comunidade Poço da Draga, com ações sociais, formação profissional e cidadania, o que tem trazido ótimos resultados. Mas é pouco. Faz-se necessária a presença do Estado, do poder público, de forma constante e permanente. 
 
Como responsável pelo cuidado com o seu entorno, que zela pela qualidade de suas instalações, iluminação, urbanização, segurança, saneamento e limpeza, a Administração Fazendária poderia e deveria fazer mais: procurar secretários estaduais e municipais, órgãos de segurança, limpeza, infraestrutura e urbanização, unindo as partes responsáveis para tratar do problema como um todo.
 
A Sefaz, juntamente com lideranças empresariais e comunitárias da região, tem envergadura política e credibilidade para liderar todo um processo de mudança na região, buscando transformar o entorno em um ambiente limpo, seguro e agradável. Faz-se necessária a responsabilidade com seu patrimônio e com a integridade física de seus servidores, colaboradores e sociedade.
 
É uma questão de responsabilidade pública, que precisa ser assumida. Não podemos assistir a esta escalada de violência e omissão como mera fatalidade. Este problema vem se arrastando há mais de dez anos e não surpreende. É preciso que a Sefaz se sinta responsável, queira a mudança e trabalhe para que ela aconteça. Não se pode aguardar uma tragédia para se mover.
 
A Prefeitura de Fortaleza, através da Secretaria de Infraestrutura, possui um projeto de urbanização que atenderá a região da feira da Rua José Avelino. Porque não procurá-la, através da Secretaria Regional do Centro, e, no que couber, buscar soluções no projeto para os problemas da região do seu entorno?
 
A iniciativa divulgada pela Sefaz, de colocar policiamento nas unidades das Sedes para proteção do patrimônio, não resolve o problema – apenas, de forma paliativa, trata de um dos sintomas no curto prazo, como já foi dito. É preciso pensar em soluções e mudanças no longo prazo. 
 
A Administração da Sefaz precisa encarar os problemas e tratar da questão de seu entorno de forma a buscar solução para os mesmos. Realizando os contatos e as conversas políticas necessárias, demandando as partes responsáveis e acompanhando o desenvolvimento das soluções aportadas.

 
Secretaria Regional do Centro
Rua Major Facundo, 907 - Centro
Fortaleza - CE 
CEP - 60.025-100
Tel: (85) 3254.3427
A Secretaria Regional do Centro tem como finalidade executar as políticas públicas municipais, operacionalizando serviços urbanos que impactam diretamente na qualidade de vida dos cidadãos, cujos resultados exigem prontidão e eficácia. Cabe ao órgão identificar e articular o atendimento às necessidades e demandas da população e promover o desenvolvimento urbano, ambiental e social. Abrange todo o Centro da Capital.

Fonte: Sintaf-CE

Ler 31 vezes Última modificação em Quinta, 18 Maio 2017 13:12