Sindifisco-MG, Affemg e demais entidades publicam carta aberta ao governador Romeu Zema

08 Janeiro 2019
(0 votos)

"Cota de sacrifício que vem sendo exigida dos servidores do Executivo já ultrapassou o limite do suportável", ressaltam

A expectativa de retomada de diálogo com o governo e de avanço nas reivindicações dos servidores - em bases realistas, dado o contexto de crise - foi substituída por revolta e insatisfação já na primeira semana de janeiro, após declaração feita pelo governador Romeu Zema de que o 13º salário do funcionalismo não será pago tão cedo.

A reação das entidades sindicais veio em forma de carta aberta ao governador Romeu Zema publicada na edição de domingo do jornal O Tempo. O texto foi produzido pelo Sindifisco-MG e pela Affemg, em parceria com o Sindicato dos Servidores do Ministério Público do Estado de Minas Gerais (Sindsemp/MG), Sindicato dos Servidores Públicos do Meio Ambiente no Estado de Minas Gerais (Sindsema), Sindicato dos Trabalhadores Públicos em Transportes e Obras Públicas de Minas Gerais (Sintder-Sinttop) e Associação dos Servidores do Instituto Mineiro de Agropecuária (Assima).

Fonte: Sindifisco - MG

Ler 174 vezes