No último dia em Brasília, diretoria do Sindifisco-MG pede que parlamentares votem contra a reforma da Previdência

26 Abril 2019
(0 votos)

Sindicato também aproveita contatos para obter apoio à proposta de revogação da Lei Kandir

A diretoria do Sindifisco-MG encerrou ontem a estada de três dias em Brasília, onde participou de reunião do Conselho Deliberativo da Fenafisco e aproveitou para realizar diversas visitas ao Congresso Nacional, com o objetivo de tentar sensibilizar deputados e senadores para as consequências nefastas de uma eventual aprovação da reforma da Previdência proposta pelo governo federal. Em alguns momentos, o grupo de auditores fiscais precisou se dividir para conseguir falar com o maior número de parlamentares possível.

O contato com deputados e senadores da bancada de Minas Gerais também foi oportunidade de manifestar preocupação com a renegociação da dívida de Minas com a União e pedir apoio à proposta de revogação da Lei Kandir como alternativa de solução do caos financeiro enfrentado pelo Estado. A proposta, defendida pelo Sindifisco-MG e pela Affemg, é objeto de campanha de mídia lançada pelas entidades.

Reunião do CD

O último dia de reunião do Conselho Deliberativo da Fenafisco aprovou, entre outras medidas, verba para ações de luta contra a reforma da Previdência. Ciente dos prejuízos que uma eventual aprovação da reforma poderá trazer ao funcionalismo, a federação está empenhada em tentar barrar a proposta ou, ao menos, lutar para que os pontos considerados mais nocivos aos servidores sejam revistos pelas comissões encarregadas de avaliar a reforma.

Fonte: Sindifisco - MG

Ler 49 vezes