SE | Sindifisco se mantém mobilizado na luta contra a PEC da Previdência

25 Julho 2019

Dia 13 de agosto será Dia Nacional de Mobilização, Paralisações, Assembleias e Greves Contra a Reforma da Previdência, em Defesa da Educação Pública e por Empregos

A batalha contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) nº 06/2019 e cortes na educação não terminou. Ao contrário, as centrais sindicais unidas com movimentos sociais ligados à Educação se mantêm mobilizadas e anunciam novo calendário de luta para este e o mês de agosto.

Em Aracaju, nesta segunda-feira (16), as centrais deliberaram pela organização do 13 de agosto, o Dia Nacional de Mobilização, Paralisações, Assembleias e Greves Contra a Reforma da Previdência, em Defesa da Educação Pública e por Empregos.

Nessa reunião, a diretoria do Sindicato do Fisco de Sergipe (Sindifisco/SE) foi representada pelo diretor de Assuntos Intersindicais, Ivan Oliveira. “O nosso sindicato continua firme na tarefa de ajudar a esclarecer a opinião pública sobre os prejuízos que a PEC 06/19 trará para o conjunto dos trabalhadores”, afirma Ivan.

Tramitação da PEC

No último dia 10, após a aprovação na Câmara dos Deputados em 1º Turno do texto da ‘PEC do Fim da Aposentadoria’, o projeto será votado em 2º Turno nas primeiras semanas de agosto. Em seguida seguirá ao Senado Federal. Isso por conta do recesso parlamentar que começa nesta sexta-feira (19) e termina no dia 1º de agosto.

Agenda das Centrais em Sergipe 
Encaminhamentos da Reunião entre as Centrais Sindicais e Frentes Brasil Popular e Povo sem Medo.
 
1. Ato na Feira Livre de Lagarto no dia 22 de julho (MST e SINTESE)
2. Ato na Feira Livre de Itabaiana no dia 27 de julho.
3. Ato na Feira de Estância (data a confirmar).
4. Ato no Aeroporto Santa Maria
5. Ato em Aracaju, antes da Votação (a conversar ainda)
6. As centrais sindicais deverão realizar manifestações nos dias 6 e 8 de agosto, manifestações conjuntas com a CNTE e a UNE.
7. Na quinta, 187, às 9h na CUT/SE ocorrerá nova reunião entre as Centrais e as Frentes para operacionalizar os detalhes dos Atos acima listados.

Agenda Nacional das Centrais

Apesar de algumas alterações, a PEC da Previdência ainda tem pontos muito cruéis e a luta precisa continuar. A ideia é continua no ritmo de pressão aos parlamentares nas bases eleitorais, nos municípios onde eles moram e foram eleitos. Os políticos serão pressionados nos aeroportos e no Congresso Nacional.

A mobilização nacional do 13 de agosto foi uma data apresentada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores da Educação (CNTE), junto com a União Nacional dos Estudantes (UNE).  

Assinaturas do abaixo-assinado

Outra tarefa que está em vigor é a coleta de assinaturas para o abaixo-assinado contra a reforma da Previdência. Tem servido como importante ferramenta de diálogo com a população. Em Aracaju, além dos atos, os formulários do  abaixo-assinado e cartilhas estão ajudando a explicar como as mudanças podem afetar a vida de cada um.

Agenda de mobilização

19 a 26 de julho: Plenárias para discutir a reforma e mobilização das categorias para o dia 13 de agosto e outras ações contra a PEC que praticamente acaba com a aposentadoria.

29 de julho a 02 de agosto: Semana Nacional de Coleta de Assinaturas para o abaixo-assinado contra a reforma da Previdência.

Fonte: Sindifisco-SE

05 a 12 de agosto: atividades contra a reforma da Previdência em suas bases, como assembleias nas portas de fábricas, panfletagens, protestos, atos e panfletagens.

Ler 160 vezes