Sindifisco-MG divulga vídeo na Rede Globo

15 Agosto 2017

Sindicato denuncia manutenção de privilégios tributários em Minas e critica demais medidas que levam à perda de receita no Estado

O Sindifisco-MG vem intensificando a luta contra o parcelamento e o atraso dos salários dos servidores e, entre as estratégias adotadas, está a produção de um vídeo que foi exibido ontem (11) em todo o Estado, na TV Globo, no intervalo do MGTV 2ª edição. O anúncio será exibido novamente neste sábado (12) nos intervalos do jornal Hoje (13h20) e do MGTV 2ª edição (19h10). O sindicato denuncia a manutenção dos privilégios tributários concedidos a empresas do grupo JBS e faz um resumo das demais medidas adotadas pelo governo de Minas que privam o Estado de recursos significativos e comprometem a arrecadação, como a anistia fiscal autorizada recentemente, o fechamento dos postos fiscais e a falta de investimento no combate à sonegação. E frisa que, para compensar essas perdas, o governo aumenta a tributação sobre produtos e serviços essenciais, penalizando o trabalhador, além de atrasar ainda mais os salários dos servidores.

Leia a íntegra do texto do vídeo:

Minas Gerais continua dando redução de impostos para grupo de empresas cujo proprietário admitiu, em delação premiada, que já pagou por benefício fiscal.

O Estado também concedeu anistia de parte significativa de dívidas decorrentes da sonegação de tributos e fechou os postos fiscais, deixando as fronteiras de Minas abertas para a sonegação.

Para compensar o que vai arrecadar a menos, o governo estadual aumentou o ICMS da gasolina e do álcool. Assim, você, trabalhador, vai pagar mais impostos para que o governo abra mão de dinheiro em favor daqueles que já têm muito.

Por outro lado, os servidores mineiros são penalizados com a piora do atraso dos salários.

É preciso cobrar que o governo intensifique o combate à sonegação de tributos e abra a caixa-preta dos benefícios fiscais, equilibrando as contas públicas e evitando mais aumento de impostos.

Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita Estadual de Minas Gerais - Sindifisco-MG

Ler 569 vezes