Sindifisco-MG | Sindicato prorroga contrato de assessoria especializada em Direito Previdenciário

14 Outubro 2020

Advogado Nazário Nicolau atuará no atendimento a auditores e eventual propositura de ações individuais no âmbito previdenciário

Com o intuito de atender as inúmeras solicitações recebidas de colegas auditores fiscais, a diretoria do Sindifisco-MG ajustou e prorrogou o contrato com o advogado Nazário Nicolau, especialista em Direito previdenciário. O profissional, que nos últimos dois anos já vinha se mantendo em contato frequente com a categoria fiscal, ministrando palestras e participando de debates a convite do sindicato, além de assessorar a entidade na elaboração de emendas à reforma da Previdência, agora poderá prestar atendimento individual aos auditores fiscais e pensionistas filiados, mediante agendamento via sindicato. Os agendamentos deverão ser realizados pelo telefone (31) 3194-2222, com as funcionárias Karina ou Ana Paula.
 
As ações previdenciárias individuais que, porventura, venham a ser propostas em favor de filiado do Sindifisco-MG pelo escritório do dr. Nazário Nicolau terão as custas cobertas pelo sindicato, sem ônus financeiro ao filiado, a não ser eventual sucumbência e taxa de êxito de 10% quando a causa for monetária, assim como ocorre hoje. O contrato firmado com o escritório é, a princípio, de prazo determinado, mas ações propostas dentro da validade do contrato serão tocadas até o trânsito em julgado e, se for o caso, a execução, sem ônus para o auditor fiscal e pensionista, desde que se mantenham filiados por todo o período.
 
Nazário Nicolau é advogado associado do escritório de Advocacia Brito Campos, referência em Minas Gerais em Direito previdenciário. É também diretor-adjunto da Diretoria de Atuação Judicial do Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário, presidente da Comissão de Direito Previdenciário dos Servidores da OAB MG, professor da Pós-graduação em Direito Previdenciário do Centro Universitário de Belo Horizonte (Uni-BH) e membro do Instituto dos Advogados de Minas Gerais.

Fonte: Ascom Sindifisco-MG

Ler 10 vezes