Dezembro 2019

Governo pretende também proibir ‘aposentadoria punição’, quando servidor que comete infração é afastado com salário proporcional; mudança não afeta juízes, procuradores e parlamentares
 
BRASÍLIA - A proposta de reforma administrativa que será enviada pelo governo ao Congresso vai atacar a concessão dos chamados “penduricalhos” e deve acabar com o reajuste de salários retroativos, uma prática ainda comum no serviço público brasileiro.

Publicado em Na Mídia

Um grupo de igrejas evangélicas tem uma dívida milionária com a União, de R$ 420 milhões, segundo levantamento feito pela revista Veja com base na lista de devedores da União, disponibilizada pela Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN).

Publicado em Na Mídia

Apresentação começa em fevereiro

Fim de aposentadoria ‘punição’

Congressistas não seriam afetados

Publicado em Na Mídia

Presidente está em viagem à Índia

País reduziu esse tipo de taxação

Publicado em Na Mídia

De acordo com presidente, o ponto principal da reforma é que as mudanças só devem valer para novos servidores

Publicado em Na Mídia
Sexta, 24 Janeiro 2020 12:44

24 de Janeiro | Dia do Aposentado

Aposentado, hoje é seu dia e nós temos que comemorar nossa união!

Juntos somos fortes e lutaremos para assegurar a dignidade daqueles que entregaram a melhor fase de sua vida à sociedade.

Conta com a força da tua Federação e sindicato para isso!

Publicado em Notícias Fenafisco

Teto do benefício que chegava a R$ 39,2 mil, com reforma da Previdência, não passa de R$ 23,5 mil. Funcionalismo prepara protestos

Publicado em Na Mídia

Assim que voltar da Suíça ao Brasil e o Congresso retomar suas atividades, o governo enviará suas primeiras propostas de reforma tributária para o Congresso, disse o ministro da Economia, Paulo Guedes, que participa do Fórum Econômico Mundial, em Davos. Segundo ele, a proposta deve ser enviada em "duas ou três semanas".

Publicado em Na Mídia

Com salários de até R$ 10,1 mil, segundo a tabela de remuneração de 2020 do governo federal, as funções comissionadas do Poder Executivo, conhecidas pela sigla FCPE se multiplicaram na última década.

Publicado em Na Mídia

Parlamentares acreditam que as eleições municipais devem contaminar as votações do Congresso nos meses seguintes

BRASÍLIA - A “janela” para aprovar a reforma tributária em 2020 só estará aberta no primeiro semestre. Depois desse prazo, as eleições municipais devem contaminar as votações do Congresso. Segundo apurou o Estado, o relator da reforma tributária, deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), trabalha para aprovar a reforma na Câmara até abril. O Senado teria os meses de maio e junho para avançar nas discussões e votação.

Publicado em Na Mídia