Dezembro 2019

O diretor da Fenafisco, Francelino Valença, conduziu reunião em Brasília, na terça-feira (21), com entidades representativas do Fisco das três esferas para discutir as propostas em tramitação no Congresso Nacional, que visam modificar o sistema tributário nacional, por meio da simplificação e racionalização da tributação sobre a produção e a comercialização de bens e a prestação de serviços.

Durante o encontro, Valença destacou a importância do esforço conjunto da classe fiscal para a manutenção dos artigos constantes do relatório da PEC 110/2019 referentes às Administrações Tributárias , bem como sua inclusão na comissão especial mista da Reforma Tributária, que entre outros aspectos, moderniza e as coloca em patamares semelhante as dos países desenvolvidos.

Na oportunidade o grupo delineou estratégias iniciais para a retomada do trabalho parlamentar, em fevereiro e deliberou por agendar uma reunião com o presidente e o relator da comissão especial mista da reforma tributária,senador Roberto Rocha (PSDB-MA) e o deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB). Rocha é relator da PEC 110/2019 na CCJ do Senado, enquanto Ribeiro relata a PEC 45/2019 na comissão especial da Câmara.

Nova encontro será realizado dia 12 de fevereiro.
Participaram da reunião: Anafisco, Fenafim, Sindifisco Nacional, Febrafisco, Sindireceita, Sinafresp, Sindafep-PR e a Anfip

Publicado em Notícias Fenafisco

Constatado algumas dificuldades para realizar o processo de validação dos descontos na PRconsig, o esclarece que durante o processo de validação da autorização dos descontos no sistema PRconsig, é IMPRESCINDÍVEL que a opção ”Autorizo” seja marcada ANTES DA CONFIRMAÇÃO e impressão das duas vias que autorizam o desconto.

Caso a opção “Autorizo” não seja marcada, o servidor, automaticamente, se desfilia do Sindafep e o sistema não permite que sejam realizadas alterações. Nesses casos, o fiscal terá que se filiar novamente ao Sindafep no mês de março/2020 para que o desconto volte a incidir na folha de pagamento.

Decreto 3.808/2020
Lembramos que a revalidação é OBRIGATÓRIA para os filiados que possuem desconto da mensalidade consignado em folha de pagamento. E que a não revalidação da autorização do desconto em folha pode acarretar em desfiliação automática a partir de 10 de fevereiro de 2020, cessando benefícios ofertados pelo Sindicato como plano de saúde, auxílio funeral, entre outros. 

Reiteramos ainda que uma eventual desestruturação da nossa entidade de representação política pavimenta caminho para a destruição de nossos direitos e o agravamento de nossas perdas remuneratórias, tornando-nos extremamente vulneráveis a diversos ataques que vêm sendo empreendidos contra os servidores públicos ativos e aposentados.
Categorias: Decreto 3.808/2020

Fonte: Sindafeo-PR

Em reunião do fórum realizada ontem, Sinafresp apresentou projeto de comunicação de valorização do serviço público

O presidente do Sinafresp, Alfredo Maranca, e o diretor de comunicação e eventos do sindicato, Leandro Ferro, participaram ontem (23) de mais uma reunião do Fórum Permanente de Carreiras de Estado (Focae-SP).

A Fundação Sintaf sediou na manhã desta sexta-feira (24/1), mais uma reunião extraordinária do Conselho Sindical.

Em reunião com a secretária da Fazenda, Fernanda Pacobahyba, na tarde desta sexta-feira (24/1), a Diretoria Colegiada levou uma extensa pauta para discussão, com o objetivo de dar celeridade às questões específicas da categoria.

O governador Rui Costa (PT) afirmou nesta segunda-feira (27) que a reforma da Previdência do Estado é a mais “amena” do Brasil. O petista ressaltou que a Bahia já pagou R$ 17 bilhões de déficit desde 2015, quando começou seu primeiro governo.

Publicado em Na Mídia

O grande número aconteceu pela expectativa da reforma da Previdência. Até 25 mil deixarão o serviço público por ano, prevê Economia

Publicado em Na Mídia

Parlamentares retomam atividades em fevereiro. Ideia é tocar pauta no primeiro semestre para que ela não esbarre nas eleições de outubro

A reforma tributária será prioridade no Congresso Nacional na volta do recesso parlamentar, é o que preveem líderes partidários da Câmara dos Deputados. O movimento é contrário ao trâmite necessário para manter a validade de medidas provisórias do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Logo na volta das atividades no Legislativo, por exemplo, três MPs correm o risco de caducar.

Publicado em Na Mídia

Presidente diz que nenhum ente federativo aceita perder arrecadação

O presidente Jair Bolsonaro vê dificuldades na aprovação de uma reforma tributária no Brasil. Em viagem oficial à Índia, ele conversou com jornalistas sobre o tema e disse que sua experiência como parlamentar mostra que nenhum ente federativo aceita perder arrecadação e que isso inviabiliza a reforma.

Publicado em Na Mídia

Estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) analisou as duas propostas de reforma tributária em tramitação no Congresso Nacional e mostra quem ganha e quem perde com esses projetos. Segundo a pesquisa, 18 estados e o Distrito Federal vão ter mais arrecadação; e 8 estados vão perder receita num primeiro momento. Além disso, o Ipea mostra que cidades mais pobres vão ganhar, enquanto os municípios mais ricos perderão receita.

Publicado em Na Mídia
Página 1 de 25