Auditores pedem reforma fiscal

10 Agosto 2018
(0 votos)

Representantes dos fiscos estaduais de 25 estados, que estão reunidos em Gramado até hoje, definiram como prioridade para o futuro presidente da República a redução da carga tributária para a parcela mais pobre da população. A proposta dos auditores fiscais da Fenafisco, que trabalha em um projeto em conjunto com a Anfip, respectivamente auditores fiscais dos Estados e da Receita Federal (RF), é levar ao sistema tributário justiça fiscal, trazendo progressividade aos impostos cobrados da população.

De acordo com dados apresentados no encontro, com base em documentos da RF de 2016, brasileiros com rendimentos mensais superiores a 70 salários mínimos têm isenção média de 66% de impostos, índice que pode alcançar 70% para rendimentos superiores a 320 salários mínimos mensais. Já a isenção para a classe média (de três a 20 salários mínimos) é de 17%, baixando para 9% no caso de quem ganha entre um e três salários mínimos por mês.

O grupo prepara carta a ser entregue aos presidenciáveis onde pretende assegurar também a autonomia estados em relação aos impostos sobre consumo.

Fonte: Correio do Povo

 

Ler 73 vezes