MT: Sem receita, governador Mauro Mendes escala delegados para combater a sonegação no Estado

10 Janeiro 2019
(0 votos)

A política de intensificação da fiscalização e de combate sem tréguas à sonegação é um esforço do governo visando o aumento da receita

O governador Mauro Mendes (DEM), disse em entrevista à rádio Capital FM, na manhã desta quarta-feira (9), que vai promover um forte combate à sonegação em Mato Grosso. “Vamos fazer um esforço gigante para aumentar a receita e combater a sonegação. Já escalei quatro delegados para esta meta e vou escalar mais quatro. A ordem é ir pra cima dos grandes sonegadores”, afirmou o democrata.

Conforme o democrata, é preciso reequilibrar o fluxo de caixa num momento em que o Estado está se derretendo. Para isso, um dos fatores determinantes, segundo o governador, será um combate rigoroso à sonegação. A política de intensificação da fiscalização e de combate sem tréguas à sonegação é um esforço do governo visando o aumento da receita.

O governador pretende fazer o possível para elevar a receita. Segundo ele, não é fácil atingir o equilíbrio diante da situação em que se encontra o Estado. “Temos que fazer com que o que se arrecada seja igual ao que se gasta”. Para isso, conforme o governador, é preciso o empenho de todos. “Vou precisar dos servidores, dos poderes. Não hesitarei em tomar as medidas necessárias para recuperar Mato Grosso. Espero que cada um faça a sua parte”, disse.

Ele adiantou que está enviando a nova Lei de Diretrizes Orçamentárias (LOA), para a Assembleia Legislativa, com um valor a menor de R$ 51 milhões. “O Botelho (presidente da Assembleia Legislativa) acha que dá, acha que não. Eu tenho certeza que o servidor vai entender isso. O Estado não existe só para pagar salários, como acontece hoje. Temos que fazer uma grande virada desse jogo. Precisa sobrar dinheiro para investir no cidadão. Fazer com que o dinheiro que entra seja igual o que se gasta”, completou.

Fonte: O Documento

Ler 104 vezes