Amoêdo critica proposta de Bolsonaro para os militares

O ex-candidato à Presidência da República e um dos fundadores do Novo, João Amoêdo, usou o Twitter para criticar a proposta de reforma da previdência para os militares apresentada hoje pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) ao Congresso.

Em sua conta oficial na rede, Amoêdo, que dividiu votos da direita com o presidente nas últimas eleições, disse que a proposta do governo distancia o país de um sistema previdenciário "justo e sustentável".

Além de ser um dos fundadores do Partido Novo, em 2011, e candidato à Presidência em 2018, Amoêdo foi diretor-executivo do Banco BBA Creditanstalt, presidente da Finaústria CFI, vice-presidente e membro do conselho de administração do Unibanco, membro do conselho de administração do Banco Itaú BBA e membro do conselho de administração da empresa João Fortes Engenharia.

Fonte: Correio Braziliense

Ler 195 vezes