Receita investiga Aviões do Forró por sonegação de impostos

Segundo documento da Receita Federal, de 2014 a 2016 os pagamentos de despesas da banda ultrapassavam os valores declarados ao órgão

A Receita Federal investiga a A3 entretenimento, empresa responsável pela Banda Aviões do Forró, pela sonegação de R$ 50 milhões, entre os anos de 2014 e 2016. Documento obtido pelo Diário do Nordeste aponta inconformidades entre as transações bancárias realizadas pela empresa e o valor declarado à Receita Federal.

O documento da Receita Federal apresenta uma troca de e-mails entre as empresas A3 e Art Soluções, que pertencem ao mesmo grupo empresarial. E revela que os pagamentos de despesas da banda na época ultrapassavam os valores declarados a Receita.

"De 2014 a 2016, verificaram-se que há indícios de omissão quando comparamos as receitas declaradas à Receita Federal com os créditos em bancos registrados", diz o documento. O dossiê também menciona a convocação das empresas citadas e dos cantores Xand Avião e Solange Almeida para a prestar esclarecimentos.

"Fiscalizações têm sido abertas, com a notificações de todos os envolvidos, por meios legais, mas que está impedida de confirmar a veracidade das informações por ter o dever de preservar o sigilo de todos", afirmou a Receita em nota.

Segundo o órgão,"a divulgação de informações sobre o caso ocorrerá após o processo tornar-se público, ao final de decisão administrativa ou sentença judicial", conclui.

Fonte: Diário do Nordeste

 

Ler 225 vezes