Sorocaba-SP |Reforma administrativa passa por alterações e é reencaminhada para a Câmara dos Vereadores

Projeto proposto pela prefeita de Sorocaba, Jaqueline Coutinho (PDT), tem prevista a extinção de quatro secretarias, uma chefia de gabinete e uma autarquia.

A Prefeitura de Sorocaba (SP) reenviou o projeto da reforma administrativa para a Câmara de Vereadores.
O documento precisou passar por alterações já que algumas informações foram contestadas pelos parlamentares. Um dos problemas no projeto original apontado pelo presidente do Legislativo, Fernando Dini (MDB), foi o impacto financeiro.
Segundo ele, a economia prevista de R$ 3 milhões - que causaria a extinção de quatro secretarias, uma chefia de gabinete e uma autarquia - não é real no projeto apresentado.
A reforma administrativa foi anunciada na semana passada pela prefeita Jaqueline Coutinho com a promessa de reduzir custos.

Segundo a prefeitura, a principal mudança em relação ao projeto anterior está na adequação do impacto financeiro gerado quanto às gratificações dos cargos de provimento exclusivo por servidores públicos municipais, que passam a ter valores fixos e não mais vinculadas aos pisos salarias.
Outra mudança está na redução de 13 para 8 a criação dos cargos de diretores de área. Além disso, a proposta também prevê a alterações nas estruturas de outras secretarias, que passarão a receber outras denominações.
Ainda de acordo com o Executivo, o projeto também prevê que sejam criadas funções gratificadas, de provimento exclusivo por servidores públicos municipais, como forma de valorização da carreira.

Fonte: G1

 
 
 
 
 
 
 

Ler 89 vezes