Instalação de comissão especial que vai analisar reforma tributária é adiada

Foi adiada, mais uma vez, nesta terça-feira (18), a instalação da comissão especial mista que vai analisar a reforma tributária.

Boa parte dos partidos já indicaram seus membros para  o colegiado.  Mas, para a instalação da comissão, é necessária a presença da maioria absoluta dos membros, para realizar a escolha do presidente e do vice. A expectativa é que ocorra ainda esta semana.

Até o momento, 16 dos 25 senadores já foram indicados por seus partidos. Faltam indicações do PT, Prós, MDB e PP.

Entre os deputados, há 18 nomes confirmados, dos 25 parlamentares, também indicados pelas suas legendas faltam: PP, Republicanos, Solidariedade, Pros, PCdoB e Rede.

No total, 50 parlamentares vão compor a comissão.

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre,  pode também instalar  o colegiado sem esperar a indicação dos membros que faltam, e ele mesmo  nomeá-los. 

Conforme acordo, o  relator da proposta será o deputado Aguinaldo Ribeiro, do PP, e o presidente da Comissão, o senador Roberto Rocha, do PSDB.

A comissão mista especial vai analisar os dois textos, tanto o da Câmara como o do Senado, e aguarda as contribuições do governo para a proposta.

O objetivo da reforma tributária é simplificar o sistema de impostos e tributos no país.

Fonte: Agência Brasil

Ler 46 vezes