Maia se reúne com Guedes e defende união para aprovar reformas

Presidente da Câmara disse que a proposta do governo de reforma tributária tem convergência com os textos que já tramitam no Congresso Nacional

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), se encontrou nesta quinta-feira (23) com o ministro da Economia, Paulo Guedes, e defendeu a união entre governo e Congresso para aprovação das reformas econômicas.

Maia ressaltou a importância de se melhorar a qualidade do gasto público brasileiro e de se criar um melhor ambiente para investimentos do capital privado no País. Segundo ele, o encontro foi uma visita de cortesia para “tirar de frente qualquer tipo de ruído nas relações entre governo e Parlamento”.

“O mais importante é olhar para os brasileiros, e os mais vulneráveis que vão ficar sem empregos. Precisamos estar unidos para construir os melhores projetos para serem aprovados nos próximos meses”, ressaltou o presidente da Câmara.

Principais propostas
Rodrigo Maia disse que a proposta de reforma tributária que o Executivo apresentou aos deputados e senadores tem grande convergência com os textos que tramitam nas duas casas.

Ele afirmou que há outras pautas em comum, como a nova lei do gás; o texto que trata da recuperação judicial; a nova lei cambial; e o conjunto de PECs do Plano Mais Brasil – PEC Emergencial (186/19), PEC dos Fundos Públicos (187/19) e PEC do Pacto Federativo (188/19), que tramitam no Senado.

Reforma tributária: saiba mais sobre o projeto que cria a Contribuição sobre Bens e Serviços
“Neste momento, onde há pressões por investimento e aumento de despesas para proteção aos mais vulneráveis, temos que olhar todas as oportunidades, e uma das oportunidades é a melhoria do gasto público”, declarou.

Por fim, Maia afirmou que a reunião com Guedes foi para demonstrar a união de esforços. Ele disse que “vão ficar para frente todos os temas que nos dividem”, como a discussão sobre o veto presidencial da desoneração.

Fonte: Agência Câmara de Notícias

Ler 50 vezes