Junho 2020

Diz ver antecipação de debate eleitoral. Avalia importância da reforma tributária. E comenta aproximação com Guedes

Para o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Mais (DEM-RJ), o grande desafio do Brasil em 2021 é respeitar o teto de gastos. Em live com o economista Renoir Vieira nesta 4ª feira (22.jul.2020), Maia comentou a aproximação com o ministro Paulo Guedes (Economia) e disse ver uma antecipação do debate das eleições presidenciais de 2022.

Publicado em Na Mídia

A Câmara aprovou nesta quarta-feira (22) a Medida Provisória 938/2020, que trata dos repasses da União para os fundos de participação de estados e municípios (FPE e FPM). O texto será analisado pelo Senado. A medida perde validade na próxima semana.

Publicado em Na Mídia

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse ser preciso corrigir as distorções no sistema tributário brasileiro, a exemplo dos regimes especiais. “O próprio Simples gera distorções”, avaliou ele em transmissão no Instagram nesta quarta-feira (22) com o economista Renoir Vieira. O Simples Nacional é um sistema tributário diferenciado criado em 1996 cujo objetivo é facilitar o recolhimento de contribuições das microempresas e médias empresas. “Essas distorções todas acabam gerando injustiças no nosso país que precisam ser enfrentadas”, disse Maia.

Publicado em Na Mídia

Durante reunião com o setor de serviços, ontem, ministro disse que não desistiu nem adiou o plano de propor a criação da nova CPMF, apesar das críticas recebidas pela proposta

O ministro da Economia, Paulo Guedes, pediu que os empresários apoiem a criação de uma nova CPMF. Ele alegou que o imposto vai compensar o aumento da carga tributária que será sentido por setores como o de serviços, na primeira etapa da reforma tributária. Guedes frisou que, por conta disso, vai propor a tributação das transações eletrônicas ao Congresso, ainda neste ano, para que o novo imposto entre em vigor com o Imposto sobre o Valor Agregado (IVA) que já está sendo discutido pelos parlamentares.

Publicado em Na Mídia

Empresários pedem uma compensação, pois pagam uma média de 4,5% de impostos, menos da metade do que será cobrado pelo novo tributo a ser criado com a unificação do PIS/Cofins

BRASÍLIA - Um dia depois do envio do projeto de reforma tributária, lideranças do setor de serviços em peso bateram na porta do ministro da Economia, Paulo Guedes, para pedir mudanças na proposta.

Publicado em Na Mídia

Após projeto de simplificação de tributos federais sobre o consumo, governo trabalha proposta para diminuir ou extinguir isenções no Imposto de Renda da Pessoa Física, o que atingirá a classe média. A contrapartida seria a correção na tabela do Leão, defasada há cinco anos.

Publicado em Na Mídia

Ensino superior privado questiona aumento da carga triburtária

A proposta de unificação do PIS/Cofins apresentada pelo governo ao Congresso provocou a ira de entidades que representam escolas, faculdades e universidades privadas. O setor afirma que, se o projeto for aprovado sem modificações, será o fim do Programa Universidade para Todos (ProUni), além de causar uma alta generalizada nas mensalidades.

Publicado em Na Mídia

Prestadores de serviço no lucro presumido terão maior alta de carga tributária

Prestadores de serviço que estão no lucro presumido terão o maior aumento de alíquota de PIS e Cofins caso a Contribuição sobre Bens e Serviços (CBS) seja aprovada, segundo advogados tributaristas.

Publicado em Na Mídia

Live no Canal do economista Eduardo Moreira

Tema: Reforma Tributária

Hora: 10h

Link: https://youtu.be/fJE7CGt9r_w

 

Publicado em Agenda Fenafisco