PSDB afina discurso para se afastar de Temer, e ao mesmo tempo apoiar reformas

07 Agosto 2017

Parecia combinado. Sabia-se que o PSDB, partido da base do Governo Michel Temer, estava dividido sobre aceitar ou não a denúncia contra o presidente por corrupção passiva. Na hora do voto, a divisão foi quase matemática: 22 deputados tucanos votaram pelo arquivamento, e 21 pelo aceitação da denúncia para que a denúncia contra Temer fosse avaliada no Supremo Tribunal.

Comissão vota relatório da MP do Refis na quarta-feira

07 Agosto 2017

A comissão mista que analisa a Medida Provisória do parcelamento de multas (MP 780/2017) se reúne na próxima quarta-feira (9), às 14h30, para apreciar o relatório do senador Wilder Morais (PP-GO).

A MP instituiu o Programa de Regularização de Débitos não Tributários (PRD), uma espécie de Refis, que permitirá a renegociação de dívidas com autarquias, fundações públicas federais e com a fazenda pública. Poderão ser quitados débitos não tributários vencidos até 31 de março de 2017 de pessoas físicas ou jurídicas.

Relator da reforma tributária crê em acordo suprapartidário para aprovar proposta

07 Agosto 2017

O deputado Luiz Carlos Hauly avalia que tramitação poderá ser acelerada após apoio explícito à reforma tributária por parte dos presidentes da Câmara, Rodrigo Maia, e do Senado, Eunício Oliveira

O deputado Luiz Carlos Hauly (PSDB-PR) prevê um acordo suprapartidário para a aprovação definitiva da reforma tributária até dezembro, na Câmara e no Senado. Relator em comissão especial da Câmara, ele apresentou parecer em fevereiro e, desde então, tem feito palestras em todo o País para esclarecer o tema.

Agora, disse Hauly, a proposta deverá ganhar impulso. A avaliação decorre das conversas que teve com líderes da oposição e também devido ao apoio explícito à reforma tributária por parte dos presidentes da Câmara, Rodrigo Maia, e do Senado, Eunício Oliveira.

Reforma da Previdência será "a possível", diz Temer

07 Agosto 2017

O presidente Michel Temer disse, em entrevista publicada neste sábado (5) pelo jornal O Estado de S. Paulo, acreditar que a reforma da Previdência será aprovada no Congresso até o final de outubro, mas admitiu que ela não será "abrangente" como inicialmente previsto, parecendo-se mais com uma "atualização previdenciária".