Terça, 19 Setembro 2017

Resultado, o melhor para meses de agosto desde 2015, foi impulsionado pela alta na arrecadação dos royalties do petróleo e também de impostos e contribuições.

A arrecadação federal, o que inclui impostos, contribuições federais e outras receitas, como royalties pagos ao governo por empresas que exploram petróleo no país, totalizou R$ 104,2 bilhões em agosto, informou nesta quarta-feira (20) a Secretaria da Receita Federal.
Na comparação com o resultado da arrecadação de agosto do ano passado, houve um aumento real, ou seja, após descontada a inflação, de 10,78%, de acordo com dados oficiais.
Trata-se do melhor resultado da arrecadação para meses de agosto desde 2015 (R$ 104,66 bilhões). Este também foi o maior aumento mensal registrado em 2017.

Publicado em Na Mídia

A Diretoria Colegiada do Sintaf convoca para a próxima sexta-feira (22/9), a partir das 9h, na sede da Fundação Sintaf, reunião extraordinária do Conselho Sindical. Na pauta, estratégias de preparação para a greve, que acontecerá nos dias 9, 10 e 11 de outubro, conforme deliberação da categoria em Assembleia Geral.

Um estudo feito pela organização internacional Endeavor aponta que 86% das empresas brasileiras estão com algum tipo de irregularidade perante os órgãos de controle. As pendências incluem atrasos no pagamento de impostos ou não cumprimento de exigências de prefeituras ou da Receita Federal.

Publicado em Na Mídia

O presidente da Fenafisco (Federação Nacional do Fisco Estadual e Distrital), Charles Alcântara, afirmou na manhã desta terça-feira (19) em Vitória que "existe um consentimento social [errôneo] de que o sonegador é um sobrevivente". Alcântara esteve no Espírito Santo para palestrar sobre reforma tributária e sonegação para auditores fiscais da Receita Estadual, em evento promovido pelo Sindifiscal-ES na Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz-ES).

Orçamento terminou na última semana e pode comprometer fiscalizações. Sem manutenção dos sistemas eletrônicos, técnicos falam em risco de paralisação das atividades

Falta dinheiro no governo federal para manter as atividades básicas nos ministérios em funcionamento até o final deste ano, e alguns órgãos já não têm mais como manter algumas atividades básicas. Um desses casos é o da Receita Federal. Técnicos do órgão informam que os recursos para gastos administrativos acabaram na última sexta-feira (15) e podem comprometer atividades como combate à corrupção e à sonegação, inclusive na atuação conjunta com a Polícia Federal.

Publicado em Na Mídia

Os recursos virão do cancelamento de recursos para a rede de atendimento do Seguro-Desemprego do Sistema Nacional de Emprego

A Comissão de Orçamento aprovou nesta terça-feira (19) um projeto de crédito suplementar que destina R$ 177 milhões para o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Os recursos irão para processamento de dados de benefícios previdenciários (R$ 133,7 milhões) e para gestão de cadastros da Previdência (R$ 43,3 milhões). O valor está previsto em proposta (PLN 18/17) enviada pelo Executivo, com total de R$ 233 milhões em recursos.

Publicado em Na Mídia