Notícias Fenafisco

Entre a última quarta-feira (25) e sexta-feira (27), membros da diretoria do Sindafep estiveram reunidos com auditores fiscais nas delegacias de Londrina, Maringá e Jacarezinho, e também na Agência de Rendas de Cornélio Procópio. As visitas foram feitas pelo presidente do sindicato, Wanderci Polaquini, e pelo vice-presidente jurídico, Fernades dos Santos.

Os temas das reuniões, que envolveram auditores ativos e aposentados, eram de interesse de toda a categoria, como: pagamento de pendências de bolões, alguns casos de promoção e reajuste geral de 8,53%, questões judiciais e alterações da lei 131/2010, as Reformas Tributária e Previdenciária; entre outros.

Vem novidade por aí. Com a aprovação do regimento interno das Eleições Sindicais 2018, em Assembleia Geral ocorrida na manhã desta quinta-feira (26/4), o pleito acontecerá através de votação por meio eletrônico. Para tanto, cada filiado deverá se cadastrar previamente na Área Restrita do site do Sintaf.

Com medida provisória sem votação, setores que apoiam a reforma mostram que não será feita nenhuma concessão para proteger os direitos do trabalhador

A não votação da MP 808/17, que estabeleceria novas regras sobre o trabalho intermitente e a jornada de mulheres grávidas em condições insalubres, entre outros pontos aprovados na reforma trabalhista que entrou em vigor no final do ano passado, demonstra que os setores favoráveis à reforma “não farão nenhum tipo de concessão, não estão absolutamente dispostos a negociar o que quer que seja, mesmo salvaguardas muito modestas e moderadas”, avalia o sociólogo Ruy Braga.

Publicado em Na Mídia
Segunda, 30 Abril 2018 10:16

A reforma para melhorar o gasto público

Entre isenções tributárias e incentivos fiscais, o Estado gasta mais de 4% do PIB, sem que haja o cuidado de se avaliar o resultado dessas transferências

São tantas as distorções herdadas dos diversos ciclos de dirigismo no país — do varguismo ao lulopetista, passando pela era Geisel da ditadura militar —, que o Brasil é um país em permanente estado de carência de reformas.

Publicado em Na Mídia

Último dia para entrega da declaração é segunda-feira (30). Até a tarde deste sábado, 23,9 milhões de contribuintes (83%) entregaram a declaração do IR 2018, segundo a Receita Federal.

A dois dias do fim do prazo de entrega das declarações do imposto de renda – segunda-feira (30) é o último dia –, 4,89 milhões de contribuintes ainda não fizeram suas declarações de Imposto de Renda, segundo dados da Receita Federal. Esse número representa 17% do total de contribuintes (um em cada seis).

Publicado em Na Mídia

Novo pessoal ativo do Distrito Federal passará a contar com a Fundação de Previdência Complementar dos Servidores do Distrito Federal (DF-Previcom), um fundo de aposentadoria complementar, que está sendo criado

Os futuros servidores públicos da capital federal terão novo modelo de contribuição previdenciária a partir de julho. A exemplo do funcionalismo federal que possui o Funpresp, o novo pessoal ativo do Distrito Federal passará a contar com a Fundação de Previdência Complementar dos Servidores do Distrito Federal (DF-Previcom), um fundo de aposentadoria complementar, que está sendo criado.

Os funcionários da administração pública local passarão a contribuir com parcelas de 11% sobre o teto fixado pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), atualmente em R$ 5.645,80. Hoje, os trabalhadores pagam 11% sobre seu rendimento, recebendo aposentadoria do salário cheio.

Publicado em Na Mídia
Segunda, 30 Abril 2018 09:55

Reforma tributária: é possível?

Muito se tem falado da necessidade de reforma tributária. Apontam-se diversos problemas no sistema atual, entre eles excesso de legislação, complexidade, obrigações acessórias, custo Brasil, guerra fiscal e pacto federativo. E, a partir daí, começam-se a desenhar propostas.

Via de regra, o caminho da maioria, é a criação de IVA (Imposto sobre Valor Agregado), que contemple os atuais impostos sobre comércio e serviços em legislação única e que mantenha a arrecadação dos entes federados (governo federal, Estados e municípios). Há alguns fatores relevantes, mas seria esta a reforma tributária que o Brasil precisa?

Publicado em Na Mídia

SÃO PAULO - A reforma tributária no Brasil hoje não visa baixar impostos, mas simplificar o sistema, segundo o presidente do Banco Central (BC), Ilan Goldfajn. Em evento promovido pela faculdade Ibmec, ele afirmou que a burocracia atual "torna a vida de todos mais difícil".

"A reforma tributária hoje não é para baixar imposto, pelo menos por enquanto, é para simplificar. Porque passamos anos para entender o que pode, o que não pode, o que obriga o que não obriga. É um mundo que torna a vida de todos mais difícil", disse.

Publicado em Na Mídia

Entre os dias 28 e 30 de março a cidade de Bonito no Mato Grosso do Sul vai receber o VII Encontro dos Auditores Fiscais da Receita Estadual de MS.

Clique aqui para mais detalhes.

Publicado em Agenda Fenafisco

O Salão Nobre da Câmara dos Deputados foi palco nesta quarta-feira (25), do lançamento da Reforma Tributária Solidária: Menos Desigualdade, Mais Brasil, movimento suprapartidário, organizado pela Federação Nacional do Fisco Estadual e Distrital (Fenafisco) e Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil (Anfip), com o objetivo de apresentar ao país caminhos para enfrentar a iniquidade social e promover o desenvolvimento econômico, por meio da justiça fiscal.

Publicado em Notícias Fenafisco
Página 1 de 21