Notícias Fenafisco

A ideia, apresentada durante encontro na Associação Comercial de São Paulo, prevê a substituição gradual dos principais tributos atuais por um imposto único sobre bens e serviços

Sem uma reforma que simplifique o sistema tributário, dificilmente a economia brasileira irá deslanchar. O excesso de obrigações acessórias, a difusão de regimes especiais, a cumulatividade de impostos, entre outros problemas atuais, geram grande insegurança jurídica, afastando os investimentos do país. Há diferentes propostas de reforma tributária em nível acadêmico e no âmbito do Congresso Nacional. Uma delas está em elaboração por um grupo de trabalho formado por tributaristas, economistas e ex-ministros, apoiados pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF).

Publicado em Na Mídia

Dos 28,8 milhões de documentos esperados, a Receita Federal recebeu 9,1 milhões; prazo para entrega vai até 30 de abril

A três semanas do fim do prazo, menos de um terço dos contribuintes acertaram as contas com o Fisco. Até as 17h desta segunda-feira, 9, a Receita Federal recebeu 9.136.568 declarações do Imposto de Renda Pessoa Física. O total equivale a 31,7% dos 28,8 milhões de documentos esperados para este ano.

Publicado em Na Mídia

O final de semana foi recheado de fatos importantes, como a prisão de Lula e de Paulo Preto. Porém, um fato que passou despercebido fez o Governo Federal perder R$ 10 bilhões em receitas.

Publicado em Na Mídia

Deficit é estimado em R$ 139 bilhões

Regra de ouro exigirá crédito especial

Em sua 1ª entrevista à imprensa, o novo ministro do Planejamento, Esteves Colnago, disse que o governo não descartou sugerir a redução da meta fiscal para 2019, hoje prevista em 1 deficit de R$ 139 bilhões. Afirmou que o ministério “ainda está analisando os números“.

Publicado em Na Mídia

Para Luís Roberto Barroso, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), "não dá mais para adiar a reforma da Previdência". Em sua opinião, o debate não deve ser ideológico ou filosófico, porque a Previdência custa mais de 50% do orçamento público, mais do que o somatório de todos os programas sociais de governo.

"O ideal era que ela tivesse sido feita para que o próximo governo não gastasse tempo com isso", afirmou Barroso, em palestra no 7º Encontro de Resseguro do Rio de Janeiro.

O ministro ainda destacou a necessidade de o País implementar a reforma Tributária e complementou que o Brasil precisa desenvolver uma agenda social.

Publicado em Na Mídia

Apenas em 2018 o Brasil vai abrir mão de 283 bilhões de reais para beneficiar empresas. Enquanto isso, os investimentos sociais minguam

Os gastos do governo federal, dos estados e dos municípios caíram em 2017 pelo terceiro ano seguido, revelou o IBGE no início de março, ao divulgar os resultados do PIB. Apenas no ano passado, a redução foi de 0,6%.

Se depender da navalha operada pelo ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, a tendência de supressão dos investimentos públicos deve se manter. Um mês após Michel Temer sancionar o Orçamento-Geral da União de 2018, o governo anunciou um corte de 16,2 bilhões reais para cumprir a meta de déficit primário de 159 bilhões para este ano.

Publicado em Na Mídia