Notícias Fenafisco

O Presidente da Fenafisco convoca os membros da Comissão de Reforma Estatutária da FENAFISCO, para reunião a se realizar no dia 24 de abril de 2018, na sede da federação.

Integram a Comissão representantes do: SINDIFISCO/PE, SINDIFISCO/MT, SINTAF/MA, SINDAFEP/PR, SINDIFISCAL/MS, SINDIFISCO/RS, SIPROTAF/MT, SINDIFISCAL/TO, SINDIFISCO/MG, SINDIFISCO/AC, SINDIFISCO/GO e FENAFISCO.


Programação Prévia

Dia 24 de abril de 2018

Tarde

14h - Início 19h - Término

Publicado em Agenda Fenafisco
Terça, 24 Abril 2018 11:59

Reunião do Conselho Fiscal da Fenafisco

Reunião do Conselho Fiscal da Fenafisco, nos dias 24, 25 e 26 de abril na sede da Federação.

Publicado em Agenda Fenafisco

Em edital publicado no caderno Populares, do jornal O Povo, na edição desta segunda-feira, 23 de abril de 2018, a Diretoria Colegiada do Sintaf convoca as eleições sindicais 2018. O pleito será realizado no dia 05 de junho de 2018, das 8h às 20h, por meio eletrônico, através da área restrita do site do Sintaf. Confira o edital:

EDITAL DE CONVOCAÇÃO DAS ELEIÇÕES DO SINDICATO DOS SERVIDORES PÚBLICOS CIVIS DO GRUPO TRIBUTAÇÃO, ARRECADAÇÃO E FISCALIZAÇÃO DO ESTADO DO CEARÁ – GESTÃO 2018-2021

Reunião Diretoria Executiva da Fenafisco - Sede da Federação.

Publicado em Agenda Fenafisco

A Carteira Nacional de Habilitação Digital (CNH-e) já está disponível em Mato Grosso, segundo o Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran-MT). O documento foi disponibilizado antes da nova data obrigatória. O prazo para obrigatoriedade da implantação também foi prorrogado, para o mês de julho deste ano

A CNH Digital é a versão eletrônica da Carteira Nacional de Habilitação e tem o mesmo valor jurídico da versão impressa. O novo documento propicia maior mobilidade, praticidade e comodidade. Para ter acesso ao documento na versão eletrônica, o motorista deverá possuir habilitação impressa com QR Code.

No mês de outubro, o Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita do Estado do Paraná (Sindafep) completa 30 anos de fundação sindical, mas a sua história é bem mais antiga: começou a ser escrita há 60 anos, em 1958, a partir da fundação do Centro de Assistência aos Funcionários da Fiscalização de Rendas do Estado do Paraná (CAFREP), em Curitiba.

De lá para cá foram várias mudanças na representação da categoria até a constituição do sindicato, em 1988, e sua fusão com a Associação dos Funcionários Fiscais do Estado do Paraná (Affep), em 1998. A trajetória é repleta de conquistas que melhoraram a vida dos auditores fiscais do Paraná e hoje o Sindafep apresenta uma história que o coloca entre as entidades sindicais mais respeitadas do país.

“Porque o imposto sindical entrou no bojo da Reforma Trabalhista, se a lei é para modernizar as relações entre patrão e empregado?”, a Reflexão do Superintendente do Ministério do Trabalho,Celso Cesar Cruz, abriu o 1º Seminário de Planejamento de Campanha de Sindicalização, promovido pela Força Sindical, com o apoio do Sindifiscal e da Federação dos Sindicatos dos Servidores Públicos do Estado do Tocantins (Fesserto). A indagação do superintendente caiu como uma luva às tratativas do evento, que se realizou nos últimos dias 20 e 21, debatendo, entre outros aspectos da política sindical, as saídas para manter a defesa do trabalhador diante do maquiavelismo que busca cercear direitos através do enfraquecimento do movimento sindical.

Publicadas no Diário Oficial. Deve beneficiar 600 mil empresas

O governo divulgou nesta 2ª feira (23.abr.2018) no Diário Oficial da União as regras do Refis das microempresas. A adesão ao programa poderá ser feita até o dia 9 de julho, de acordo com os procedimentos a ser estabelecidos pela Receita Federal, PGFN (Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional), Estados e Municípios.

Segundo cálculos do Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), o programa pode beneficiar cerca de 600 mil organizações cadastradas. A dívida das empresas cadastradas no Simples Nacional chega a aproximadamente R$ 20 bilhões em impostos.

Publicado em Na Mídia

O número representa 17,3 milhões de jovens, aponta estudo da Abrinq

Mais de 40% de crianças e adolescentes de até 14 anos vivem em situação domiciliar de pobreza no Brasil, o que representa 17,3 milhões de jovens. Em relação àqueles em extrema pobreza, o número chega a 5,8 milhões de jovens, ou seja, 13,5%. O que caracteriza a população como pobres e extremamente pobres é rendimento mensal domiciliar per capita de até meio e até um quarto de salário mínimo, respectivamente.

Publicado em Na Mídia

Caso conseguisse ser ressarcido por todas as perdas da Lei Kandir, desde 1996, Mato Grosso receberia R$ 53 bilhões da União, já excluídos os pagamentos realizados pelo Fundo de Auxílio às Exportações (FEX), ano a ano. A explicação do secretário de Estado de Fazenda, procurador Rogério Gallo, em artigo, ao convocar a sociedade para discutir a aprovação do Comitê dos Secretários de Fazenda dos Estados e do Distrito Federal (ComSefaz) para cobrar da União regulamente com urgência o ressarcimento das perdas provocadas pela Lei Kandir aos estados exportadores.

Publicado em Na Mídia
Página 1 de 2