Notícias Fenafisco

A Fenafisco promove nos dias 24,25 e 26 de julho, reunião  da Comissão – Reforma Tributária , na sede da entidade, localizada no SCS Q.06 Bloco A, 4º andar, Ed.City Corporation, Brasília-DF.

Clique aqui e confira a programação

 

Publicado em Agenda Fenafisco

Na oportunidade, as recomendações do grupo técnico da Reforma Tributária Solidária serão submetidas à apreciação da Comissão RT Fenafisco.

Na abertura dos trabalhos, teremos uma palestra com o Bernard Appy, do CCiF, e o auditor fiscal do RS, Giovanni Padilha, coordenador do GT 47 do CONFAZ - Reforma Tributária. A partir dessas exposições, nos organizaremos em grupos de trabalho para avaliar as propostas/visões, em seguida formar nossa posição crítica e ao final elaborar as minutas do projeto Anfip/Fenafisco.

 Local: Brasília/DF, sede da Fenafisco

Início: 24 de julho, 14 horas.

Término: 26 de julho, 17 horas.

Clique aqui e acesse a convocação

Publicado em Agenda Fenafisco

A reunião da Comissão de Reforma Tributária será realizada nos dias 24, 25 e 26 de julho na sede da Fenafisco. Com os representantes dos sindicatos que integram o grupo: Sindifisco/MT, Sindif iscal/MS, Sindifisco/PB, Sindifisco/PE, Sindifisco/PA, Sinaffepi/PI, Sindaftema/MA, Sindifiscal/ES, Sindifisco/RS, Sindifisco/MS, Sindafep/PR, Sinafite/DF.

Clique aqui e confira a programação.
Publicado em Agenda Fenafisco

O Sindifiscal-ES (Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita Estadual) promoverá no dia 23 de julho a segunda edição do Curso para Jornalistas e Estudantes de Jornalismo do Espírito Santo. Neste ano, o tema será Reforma Tributária e Justiça Social, nos moldes do que propõem a Fenafisco (Federação Nacional dos Fiscos Estaduais) e a Anfip (Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal).

Publicado em Agenda Fenafisco

O auditor fiscal e gerente de Planejamento da Secretaria da Fazenda de Sergipe (Sefaz/SE) Erivaldo dos Santos apresentou a ação do projeto “Novo modelo de Planejamento da Ação Fiscal - Auditoria Fiscal Planejada”, no 64º Encontro de Nacional e Coordenadores e Administradores Tributários Estaduais (Encat). “Implementado desde o início de janeiro 2018, esse projeto consiste no desenvolvimento de uma ação que otimize a atuação da Sefaz no combate à sonegação e evasão fiscais”, sintetizou Erivaldo Santos.

O Diretor para Assuntos Parlamentares e Relações Institucionais da Federação Nacional do Fisco Estadual e Distrital (Fenafisco), Pedro Lopes, participou do 64º Encontro de Coordenadores e Administradores Tributários (Encat) realizado na capital sergipana, nesta quarta-feira (18). Oportunidade em que apresentou aos participantes o projeto Reforma Tributária Solidária: Menos Desigualdade, Mais Brasil, encabeçado pela Fenafisco e Anfip.

Publicado em Notícias Fenafisco

Batizada de Placebo, operação tem 5 mandados de busca e apreensão em Feira de Santana. Operação foi iniciada pelo MP de Alagoas, em parceria com o órgão baiano e sergipano.

O débito de impostos devidos ao Fisco, a partir do esquema de uma organização criminosa especializada em corrupção de agentes públicos, lavagem de bens e falsificação de documento, gerou prejuízo de R$ 13.751.373,21 na Bahia, conforme o Ministério Público Estadual.

Publicado em Na Mídia

O Fisco estadual ganhou mais poder de investigação na fiscalização de possíveis sonegação e fraudes fiscais, é o que diz o advogado tributarista, Fernando Ribeiro, ao analisar a regulamentação do Código Tributário de Goiás, publicada no Diário Oficial do Estado desta segunda-feira (16). Há duas grandes mudanças na nova regulamentação, segundo o advogado. Limita a multa a 100% do valor do tributo e estabelece novas regras para escritura fiscal digital e para investigação de informações bancárias de suspeitos de cometerem irregularidades.

Publicado em Na Mídia

Caso seja eleito no pleito de outubro, Ciro Gomes (PDT) deve propor corte linear de 15% em todos os incentivos fiscais existentes no Brasil. Segundo defendeu à Folha o assessor econômico do pedetista e ex-chefe da Fazenda do Ceará, Mauro Benevides, a medida deve permitir economia de R$ 45 bilhões aos cofres públicos.

“A ideia também é fazer cortes vindo das maiores para as menores. Porque temos desonerações do IR [Imposto de Renda], no IPI [Imposto Sobre Produtos Industrializados], no INSS [referente à contribuição previdenciária]”. Temos que ver individualmente o impacto dessas desonerações, se geraram mais ou menos atividade economica e tribitos”, disse Benevides à Folha.

Publicado em Na Mídia

"Ao invés de contar gastos públicos e sociais, é preciso cortar gastos com os juros da dívida e reduzir as isenções que são dadas aos segmentos mais ricos", diz o professor da Unicamp

São Paulo – As decisões tomadas pela equipe econômica do governo de Michel Temer têm contribuído para o aumento da mortalidade infantil no país, que vinha em queda nos últimos 26 anos. Quem avalia os impactos das atuais políticas públicas que ameaçam trazer de volta doenças até então erradicadas é o professor do Instituto de Economia da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) Marcio Pochmann, em entrevista ao jornalista Glauco Faria, na Rádio Brasil Atual.

Publicado em Na Mídia
Página 1 de 10