Terça, 21 Julho 2020

Live no Canal do economista Eduardo Moreira

Tema: Reforma Tributária

Hora: 10h

Link: https://youtu.be/fJE7CGt9r_w

 

Publicado em Agenda Fenafisco

A Receita Federal abre na próxima sexta-feira (24), às 9 horas, a consulta ao terceiro lote de restituição do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) 2020.

Publicado em Na Mídia

Em meio ao aumento do desemprego e à preocupação do governo com a retomada da geração de vagas no mercado de trabalho no momento pós-pandemia, o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) defende uma desoneração temporária de tributos sobre salários, com maiores benefícios para contratos de jornada parcial, e a extensão dos instrumentos que permitem redução de jornada e salários na crise.

Publicado em Na Mídia

Na primeira fase da reforma tributária enviada ontem ao Congresso, o governo propôs uma alíquota única de 12% para a Contribuição Sobre Bens e Serviços (CBS), que será criada a partir da unificação do PIS/Cofins, mas manteve uma tributação menor para os bancos, que pagarão 5,8%.

Publicado em Na Mídia

Na sala da Presidência do Senado, antes das declarações públicas à imprensa, Guedes defendeu o avanço de marcos regulatórios para estimular investimentos

Publicado em Na Mídia

Após meses prometendo enviar uma reforma tributária ao Congresso, o governo Jair Bolsonaro (sem partido) decidiu apresentar sua proposta em partes.

Publicado em Na Mídia

A Fenafisco (Federação Nacional do Fisco Estadual e Distrital) considera tímida e insuficiente a proposta de reforma tributária apresentada nesta terça-feira (21) pelo Ministério da Economia. Em um momento de crise profunda, o governo desperdiça a oportunidade de realizar mudanças que tornem o sistema tributário mais progressivo. Após um ano de espera, chega a ser constrangedora a incapacidade do governo de apresentar soluções estruturais, limitando-se à mera e acanhada fusão de dois tributos federais.

Publicado em Notícias Fenafisco

A proposta de reforma tributária do governo que funde o Pis e a Cofins – dois tributos federais que incide sobre o consumo -, e estabelece alíquota única de 12%, manteve em lados opostos os setores de indústria e serviços.

Publicado em Na Mídia

Assunto será discutido junto a proposta de criação do Renda Brasil, para que os mais pobres sejam compensados pelo aumento da cesta básica

Publicado em Na Mídia
Página 1 de 2