Notícias Fenafisco

Meirelles: reforma da Previdência vai depender totalmente da questão do Rio

23 Fevereiro 2018
Publicado em Na Mídia

São Paulo - O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse que a reforma da Previdência vai ser votada logo após o fim da intervenção militar no Rio. "A minha avaliação, do presidente (Michel Temer) e do ministro (Carlos) Marun é de que temos uma reforma da Previdência que vai ser votada apenas após se encerrar a intervenção", disse o ministro, em entrevista à Rádio Gaúcha, de Porto Alegre, na noite desta quinta-feira, 22.

Questionado se a votação da proposta deve acontecer ainda neste ano, Meirelles não deu certeza. "Vai depender totalmente da questão do Rio de Janeiro. Se o problema agudo de segurança for solucionado para que a intervenção seja encerrada para ser votada a reforma ainda em 2018, ótimo. Agora, se o Rio demandar mais tempo de intervenção, a reforma da Previdência vai ser feita no próximo governo", explicou.

Temer volta a receber aposentadoria ao provar que está vivo

23 Fevereiro 2018
Publicado em Na Mídia

Benefício estava suspenso desde novembro

Valor corresponde a R$ 22 mil mensais

O Presidente Michel Temer provou que está vivo e voltou a receber sua aposentadoria como procurador do Estado de São Paulo. Segundo o SPPrev (São Paulo Previdência), responsável por administrar o pagamento do benefício, Temer fez o recadastramento anual obrigatório e voltou a receber os pagamentos, suspensos desde novembro de 2017.

Sem reforma da Previdência, governo terá de cortar R$ 14 bilhões do Orçamento de 2019, diz ministro

23 Fevereiro 2018
Publicado em Na Mídia

A retirada da reforma da Previdência da pauta do Congresso, graças à intervenção federal decretada pelo presidente Michel Temer no Rio de Janeiro, deverá custar R$ 14 bilhões a outras áreas na proposta de orçamento da União para 2019. É o que afirma o ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira. Em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, o ministro calculou que esta era a economia de despesas prevista pelo governo para o ano que vem, com a aprovação da reforma.

Parlamentares que lutaram contra a reforma da Previdência, recebem agradecimento do Fisco Estadual e Federal

22 Fevereiro 2018

Em face da posição do governo de não votar a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 287/16, pelo menos até outubro, a Fenafisco realizou reunião, na terça-feira (20), em Brasília, para avaliar, junto aos dirigentes do Fisco Federal (Anfip e Sindifisco Nacional/DF), os desdobramentos da decisão.

Entre os encaminhamentos adotados, o grupo deliberou por fazer um “corpo a corpo” no Congresso Nacional, sob uma ótica positiva, para agradecer os parlamentares e partidos que enfrentaram a reforma da Previdência, em favor dos trabalhadores e da sociedade.

Reforma da Previdência: Fenafisco defende estado de alerta, mesmo após recuo do governo

22 Fevereiro 2018

Em clima de comemoração pelo engavetamento da reforma previdenciária, o diretor de Aposentados e Pensionistas da Fenafisco, Celso Malhani, fortaleceu mais um debate promovido a Comissão de Direitos Humanos do Senado Federal (CDH), nesta terça-feira (20).

Sob o tema “A Previdência Social que queremos e os impactos da reforma na vida dos aposentados”, a reunião apontou os prejuízos sofridos pelo sistema público, decorrentes da sonegação da Previdência Social, além de abordar a vulnerabilidade dos direitos dos brasileiros, frente a projetos austeros, que beneficiam os rentistas.

Auditece Sindical participa de movimentos contra a reforma da previdência, em Brasília

22 Fevereiro 2018

Evento foi encerrado com cortejo e enterro simbólicos da reforma

O Diretor para Assuntos jurídicos da AUDITECE SINDICAL, Ubiratan Machado, participa, em Brasília, de eventos relacionados à reforma da previdência. Ontem (19), o dirigente sindical representou os Auditores-Fiscais da Receita Estadual do Ceará (AFRE's) no Seminário em Defesa da Previdência Pública -  " A Resistência à Reforma Previdenciária da Argentina e Ações Estratégicas contra a Reforma de Temer".

Sindafisco-RO agradece apoio de parlamentares após ‘enterro’ da Reforma Mais de 40 entidades realizara

22 Fevereiro 2018

Mais de 40 entidades realizaram na terça-feira, 20, o enterro simbólico da Reforma da Previdência em Brasília. A Fenafisco (Federação Nacional do Fisco Estadual e Distrital) participou do enterro com caixão, cortejo fúnebre – embalado com marchinhas – lápide e um vampiro que representava a atual presidência da república, a ação ocorreu hoje em frente ao Congresso Nacional.

Sindifisco-SE: reúne Conselho de Representante e apresenta proposta de negociação

22 Fevereiro 2018

Na tarde desta quarta-feira (21), a diretoria do Sindicato do Fisco de Sergipe (Sindifisco) detalhou ao Conselho de Representantes uma nova proposta relativa à possibilidade de recomposição financeira salarial (gratificação de incremento à arrecadação), apresentada à mesa de negociações do Sindifisco com o governo estadual.

Sindifiscal-TO integra movimento contra Reforma da Previdência; presidente diz que propositura está fundamentada em argumento mentiroso

22 Fevereiro 2018

Segue a militância do Sindifiscal contra a Reforma da Previdência. Na manhã desta segunda-feira (19) o presidente João Paulo Coelho e o diretor- financeiro, José de Ribamar Costa, se uniram ao movimento que concentrou trabalhadores, centrais sindicais, sindicatos e movimentos sociais em frente à sede do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), em Palmas. Durante o ato os manifestantes que exibiam faixas e cartazes contra a reforma de Temer, abordavam motoristas e pedestres que passavam pelo local com material educativo, enquanto palavras de ordem davam tom à mobilização.

Mais ricos lucraram 7,5% na crise; mais pobres são 95% dos desempregados

22 Fevereiro 2018
Publicado em Na Mídia

Dados divulgados nesta quarta-feira (21) pela SPC Brasil e pela Receita Federa comprovam aumento da desigualdade social

Dados divulgados nesta semana expõem o aumento da desigualdade social nos últimos anos, com a crise econômica e política vivida no país. Um estudo realizado pelo SPC Brasil, o Serviço de Proteção ao Crédito, nesta quarta-feira (21), mostra que os mais pobres são maioria dos desempregados no país.