"Não é hora de criar novos impostos", diz Doria sobre CPMF

22 Outubro 2020

Governador de São Paulo afirma, em entrevista ao programa CB Poder, que o governo federal deveria se preocupar com o enxugamento da máquina pública.

O que será do serviço público depois da reforma administrativa? Veja debate às 17h

22 Outubro 2020

A proposta de reforma administrativa que o governo enviou para o Congresso no começo de setembro ainda não avançou do ponto de vista do processo legislativo. A comissão especial que vai debater o assunto não foi criada, portanto, formalmente, nenhuma alteração foi feita no texto que saiu do Ministério da Economia.

Sem avanços na proposta nos últimos dois meses, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), já admite que o texto não será votado neste ano. Ainda assim, diversos grupos se movimentam em torno do texto para analisar seus impactos. Para os liberais, uma reforma branda demais; para os defensores do serviço público, uma ameaça ao Estado.

Maia prevê votação da PEC Emergencial apenas em janeiro

22 Outubro 2020

Antes de ser apreciado pela Câmara, o texto ainda precisa avançar no Senado

Favorável ao cancelamento do recesso parlamentar para a aprovação de propostas prioritárias para a retomada da economia, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), já tem um calendário em mente para os últimos meses de seu comando e prevê que a análise da proposta de emenda constitucional (PEC) Emergencial, que regulamentará o teto de gastos públicos, deve ser concluída apenas em janeiro.